Saudade dói de vez em quando. Um pulo na tua ausência sem amortecedores.
AMOR.TECE.DORES

3 Rompendo o asfalto:

Ba. disse...

continuando adorando o modo como escreve e esse daqui eu amei.

Rafael disse...

E o odio gera prazeres.

Natália Eiras disse...

adoro este tipo de poemas, em que se brinca com as palavras, mas este eu realmente adorei! :)

Seguidores