Infinito.




Infinito não é tempo, mas intensidade.

Infinito não é e não tem a obrigação de ser eterno.É leve e fácil de carregar dentro do peito. A promessa do eterno, pelo contrário, sufoca, oprime, confina, descolore. Não suporto. Não suporto o medo da obrigação. Gosto da imprudência do não saber, do arriscar, do viver sem a corrente do depois. Até mesmo porque o depois não existe sem o agora. O dia de amanhã é feito do dia de hoje. E é assim que digo que, de alguma forma, em minhas crises de falta de léxico, a única palavra que me salta à mente quando penso em você é infinito. Talvez porque o infinito seja algo que, em algum aspecto, não tem limites. E por não ter limites, permite e alimenta a liberdade de te amar desse jeito.

3 Rompendo o asfalto:

Flávia Mazzêo disse...

Linda é sua forma de infinitude. Essa palavra me completa, me expressa.

Régis Eleutério disse...

Olha, é um dos textos mais completos que ja li... to chocado!

Queria eu ter escrito isso, mas ainda sim, fico feliz só por ter lido!

Dharma Sangha disse...

Este sentido de infinito é exatamente o que estou vivendo...grata pela inspiração de continuar acreditando no ciclos infinitos da vida!

Seguidores